PSTU

O Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) foi fundado em um congresso realizado em 1994 por integrantes da Liga Internacional dos Trabalhadores (LIT). O motivo da criação do partido foi devido à existência de profundas discordâncias ideológicas por parte de um grupo de partidários do Partido dos Trabalhadores (PT). Esse grupo era representado pela corrente denominada Convergência Socialista.

Os integrantes do partido afirmam que o seu regime de funcionamento político é o centralismo democrático, a modelo do Partido Bolchevique Russo (Partido Operário Social-Democrata Russo liderada por Vladimir Lenin) e Leon Trótski, líderes da Revolução Socialista de 1917. Esses e o revolucionário argentino Nahuel Moreno, são considerados os principais referenciais teóricos do partido. Posicionam-se contra a doutrina stalinista (sistema político e econômico socialista implementado na União Soviética por Josef Stalin) e contra a chamada casta burocrática, que dirigiu a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) a partir de Stalin, com Mao Tsé-Tung (político e líder comunista revolucionário) na China, por exemplo.

Quando obteve o registro provisório junto ao Tribunal Superior Eleitoral, em 17 de dezembro de 1992, denominava-se Partido Revolucionário dos Trabalhadores (PRT). Em 30 de setembro de 1993, mudou a denominação para a atual (PSTU). Obteve o registro definitivo em 19 de dezembro de 1995. em 1998 e 2002 lança o seu dirigente Zé Maria como candidato à presidência, obtendo cerca de 0,2% dos votos.

O atual presidente nacional é José Maria de Almeida, natural de Santa Albertina (SP) e nascido no dia 2 de outubro de 1957. Foi candidato à Presidência da República em 1998 e 2002. Atualmente é coordenador nacional da Coordenação Nacional de Lutas (CONLUTAS). O código eleitoral do partido é 16.

Web Development LogosBr Webmarketing Criativa Ciatour Embratel Web Marketing em Curitiba