“Mansão Villa Hilda” por Alceu Bortolanza

Mansão Vila Hilda

Construída em 1926 por Alberto Thielen, industrial e comerciante bastante influente em Ponta Grossa, a Mansão Vila Hilda, é assim chamada devido a uma homenagem à esposa do Sr. Alberto, com quem esteve casado por vinte anos e teve dois filhos. A mansão possui uma arquitetura francesa neoclássica e art-nouveau, com dois pavimentos, em 600 m², e um mirante. No seu interior podem ser encontradas pinturas que retratam paisagens europeias.

O casarão permaneceu em propriedade da família Thielen até 1968, ano em que foi adquirida pela Prefeitura Municipal de Ponta Grossa para abrigar a Biblioteca Municipal, instalada na mansão até 1988. A partir de 1990 a Mansão Vila Hilda foi tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná, sendo restaurada de modo a conservar suas características originais.

Envoltos por misteriosas histórias sobre dona Hilda, alguns funcionários da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Ponta Grossa (função atual desse patrimônio) afirmam que a falecida proprietária continua no local, assombrando os que ali estão. Além desses boatos, há quem afirme que, durante a noite, muitas vezes pode-se ouvir sons de músicas ecoando da casa, pois muitas festas foram ali realizadas.

Casa do FrangoSimões Produções Gran-Tec TransformadoresGrottMarochiGrupo AlertaConsaúdeToca do UrsoSukiyakiAuto Posto MZFraga Serviços Imobiliários