Cláudio Manoel da Costa

Cláudio Manuel da Costa tornou-se conhecido no Brasil colonial por sua obra poética e pelo seu envolvimento na Inconfidência Mineira. Mineiro, nascido na atual cidade de Mariana (MG), o poeta estudou Cânones em Portugal, e no Brasil foi advogado, jurista, fazendeiro, pensador e mecenas do artista Aleijadinho. Em sua trajetória de vida, foi muito bem sucedido no campo político, literário e profissional. Toda a sua dedicação e atuação lhe renderam uma ampla fortuna. Mas, o seu destaque e sucesso na vida profissional era inversamente proporcional ao da vida pessoal. Cláudio Manoel da Costa foi suspeito de ter traído os amigos e até mesmo de ter tido alguma participação na Inconfidência Mineira.

Apesar de ter fama de doutor e muito crédito como escritor, aos sessenta anos foi comprometido na chamada Conjuração Mineira. Preso e apavorado com as consequências da acusação de réu de inconfidência, morreu em circunstâncias obscuras, em Vila Rica, no dia 4 de julho de 1789. Sua morte é o ponto mais crítico de sua biografia, por apresentar detalhes estranhos que se dividem nas hipóteses de suicídio e assassinato. Patrono da Academia Brasileira de Letras e dono do pseudônimo “Glauceste Saturnino” , Cláudio Manoel da Costa marcou com a sua produção literária a fase de transição do Barroco para o Arcadismo. A herança de sua obra envolve poemas épicos como "Memória histórica e geográfica da descoberta das Minas", além de poesias que envolvem a problemática política e social e inúmeros sonetos.

Web Development LogosBr Webmarketing Criativa Ciatour Embratel Web Marketing em Curitiba