Catedral de Santa Terezinha

A Catedral de Santa Terezinha, Igreja Matriz de Uberlândia, é um patrimônio cultural cuja origem remonta ao século XIX, quando esse município mineiro ainda era o povoado de São Pedro de Uberabinha. Hoje, situada na Praça Tubal Vilela s/n – Centro, esse templo religioso presta devoção à Santa Terezinha e é o símbolo da fé do povo de Uberlândia.

A primeira igreja matriz do antigo povoado, criada em 25 de dezembro de 1857 por Dom Alexandre Gonçalves do Amaral, dedicava-se à Nossa Senhora do Carmo e São Sebastião. Localizada na Praça Cícero Macedo, atual espaço da Biblioteca Pública, essa igreja recebeu, em 1926, a imagem da santa que hoje presta devoção. Com essa imagem, veio também a proposta de construção de uma nova igreja matriz. O Sr. Vigário Albino Figueiredo Martins de Miranda nomeou a primeira Comissão encarregada de angariar fundos para a realização desse novo templo. Tinha início um trabalho sem precedentes que, com grande entusiasmo, solidariedade e colaboração, culminou com a edificação, iniciada em 1939, desse grande monumento (prédio mais alto na época), hoje principal igreja Católica de Uberlândia.

Em março de 1941, com autorização do Bispo Diocesano, os antigos padroeiros foram substituídos por Santa Terezinha do Menino Jesus e da Sagrada Face. Em 25 de dezembro desse mesmo ano, a Igreja Matriz de Santa Terezinha foi entregue ao povo, recebendo, nas solenidades de inauguração que se estenderam durante todo o dia, o Santíssimo Sacramento e as imagens da antiga Matriz de Nossa Senhora do Carmo. Nessa ocasião, além de outras ofertas como a de bancos e pia batismal, a igreja recebeu ainda as imagens da “Santa Terezinha do Menino” (oferta de Matilde Pinheiro Teixeira), de “Jesus e da Sagrada Face” e a imagem de “Jesus Crucificado” (oferta de Lúcia Matos). Algumas décadas mais tarde, em 1961, com a criação da Diocese de Uberlândia, a nova matriz foi erigida em catedral.

Hoje, com um bom estado de conservação, esse patrimônio uberlandense possui uma infraestrutura que comporta salões, capelas, sacristia, sino, subsolo etc. Nele, além de um momento de contemplação divina, é possível apreciar a sua história e arquitetura em espaços como a fachada, marcada pela torre central onde as pilastras adquirem grande valor estético, e a alvenaria do vão existente entre a cobertura da nave central e naves laterais, onde verifica-se a instalação de dez vitrais de vidros coloridos (cinco de cada lado) de origem francesa e com temas religiosos.

A Catedral de Santa Teresinha realiza missas todos os dias de terça à sexta-feira às 07h e 18h, aos sábados às 07h e 19h30 e aos domingos às 07h, 09h, 18h e 19h30.

 

Fonte:  Portal online da Diocese de Uberlândia

        Conteúdo fornecido pela Catedral de Santa Terezinha

      Inventário de Proteção do Acervo Cultural, ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS N°01/46/2006.

Serviços LogosBr Webmarketing Criativa Ciatour Embratel Site sob medida