As principais festas do Brasil

A cultura de um povo é traduzida pelas sua música, literatura, suas lendas, danças e festas. É  uma forma de preservar a lembrança de seus locais de origem, os costumes trazidos por seus antepassados e suas lutas e vitórias em um novo território. As festas populares são manifestações capazes de reunir em um mesmo ambiente ou por um mesmo objetivo, pessoas de diferentes classes sociais, idades e religiões, sem discriminações.

No Brasil, a maioria das festas populares está relacionada à religião. São comuns no país as celebrações em homenagem aos santos e santas padroeiras, como Nossa Senhora Aparecida (Padroeira do Brasil), e em datas importantes para o calendário da Igreja Católica, como Dia de Reis ou Dia de Pentecostes (data da Festa do Divino). Até a festa que representa o país internacionalmente, o Carnaval, está ligado à religião católica pois, apesar de ser considerada uma festa profana, seu encerramento marca o início do período da Quaresma (os 40 dias que antecedem a Páscoa). Entretanto, há outras manifestações que marcam a cultura popular brasileira e não estão relacionadas à religiosidade como, por exemplo, o Reveillon e o Boi Bumbá (ou Bumba-meu-Boi) que é representado durante o já famoso Festival Folclórico de Parintins, no Amazonas.

De origem portuguesa, o Boi Bumbá possui diferentes nomes e diferentes versões para sua história. Nela, é retratado um casal de negros que mata o boi preferido do patrão e ele, desolado com a situação, chama médicos, padres e um pajé para ressuscitar o boi. Após o animal ganhar nova vida, é feita uma grande comemoração que se repete até hoje. Também conhecido como Bumba-meu-Boi, a festa é realizada principalmente nas regiões norte e nordeste, com destaque para o estado do Maranhão e o município de Parintins (AM). Nesse último, a história conta que quando a negra Catirina sentiu desejo de comer língua de boi durante sua gestação, seu marido, o negro Francisco, matou o boi predileto do fazendeiro e, assim que a morte foi descoberta, ele fugiu para não ser preso. Na fuga, Francisco encontra um pajé e pede que ele o ajude, o índio então ressuscita o boi do patrão e tudo acaba em uma grande festa. Em Parintins, a festa é realizada desde 1965 durante três dias, no último final de semana de junho, e dentro do “Bumbódromo”. Nesse local ocorre a disputa entre os bois Garantido e Caprichoso em apresentações de 3 horas de duração, com a participação de 5.000 pessoas e um público de até 35.000 espectadores. Após os três dias de apresentação, o boi que tiver somado maior número de pontos é declarado vencedor.

No mês de fevereiro, o Brasil é tomado por sua festa mais famosa, é o mês do Carnaval. Essa festa tem diversas origens, algumas contam que era a celebração pela chegada da primavera, época de colheitas, outras relacionam a comemoração com os últimos dias de pecado e consumo de carne antes do período sagrado da Páscoa. Trazida da Europa, a festa foi adaptada aos costumes e ao clima brasileiro. O calor e a alegria do povo atrai turistas de todas as partes do mundo para assistir e participar do Carnaval, seja ele nos desfiles de escolas de samba do Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP), nos trios elétricos de Salvador (BA), nos blocos de rua e com os bonecos gigantes de Olinda e Recife (PE) ou nos bailes à fantasia em salões espalhados pelo Brasil.

Em junho, são as festas juninas que movimentam o país. De caráter religioso, essas festas são realizadas para homenagear São Pedro, Santo Antônio e São João com danças, pratos típicos, balões, bandeirinhas, fogueiras e música caipira. Na festa ocorre também uma encenação que retrata um casamento forçado, em que o noivo tenta fugir, mas a família da noiva o leva novamente ao altar e, sob a mira de uma espingarda, eles se casam e começa a quadrilha. Realizada em todo Brasil, a festa ganha destaque nas cidades de Caruaru (PE) – a capital do forró – e em Campina Grande (PB) – o maior São João do mundo –, que disputam o título de melhor festa junina do país.

No aspecto religioso, existe ainda a Festa do Divino que comemora a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos, sete semanas depois do Domingo de Páscoa. Nessa festa, cantadores vão nas casas da população pedindo donativos, enquanto algumas pessoas vestidas como apóstolos, Virgem Maria, membros da corte imperial, o Imperador e a Imperatriz vão ganhando vida, seguidos por um grupo de crianças e bonecos gigantes. Além disso, há as novenas, quermesses, músicas e danças que terminam com uma apresentação de Cavalhada e um cozido de carne, arroz e farinha de mandioca.

Há também a Folia dos Reis, entre o Natal e o dia 6 de janeiro, onde trovadores e músicos passam pelas ruas cantando a viagem dos Três Reis Magos à Belém para o nascimento de Jesus Cristo. Enquanto o chefe dos foliões e os palhaços do Reisado recolhem a doação para a Folia em troca de uma bandeira colorida com fitas e santinhos, outros palhaços que representam os soldados de Heródes dançam e recitam versos. Ao final, o dinheiro arrecadado é transformado em comida e bebida para todos.

E, por último, a Cavalhada que ocorre durante o ano todo com diferentes versões em casa estado. De origem européia, a festa retrata uma disputa entre mouros e cristãos durante três dias, que termina com a vitória dos cristãos e o batizado dos mouros. Essa festa chegou ao Brasil através dos jesuítas que desejavam catequizar os índios brasileiros e mostrar a eles o poder da fé cristã. Entre as mais famosas estão as realizadas no estado de Alagoas e nos municípios de Pirenópolis (GO) e Guarapuava (PR).

Fora essas, outra celebração bastante popular e divulgada internacionalmente é o Reveillon brasileiro. Na virada do último para o primeiro dia de um ano, as pessoas se reúnem homenageando Iemanjá (rainha do mar pela religião do Candomblé), realizando simpatias para boa sorte no ano que começa e para assistir aos shows com música e fogos de artifício que iluminam o céu à meia noite do dia 1º de janeiro. Salvador (BA), Florianópolis (SC), a Avenida Paulista em São Paulo (SP) e a Praia de Copacabana no Rio de Janeiro (RJ) são locais de destaque dessa comemoração no Brasil.

 

Fonte:  Portal online São Francisco – Festas Populares do Brasil.

Serviços LogosBr Webmarketing Criativa Ciatour Embratel Site sob medida